OMS publica guia para orientar profissionais da saúde sobre segurança do paciente

A Organização Mundial da Saúde (OMS) trouxe à tona em sua última publicação o livro “Patient safety incident reporting and learning systems: technical report and guidance”, um Relatório técnico repleto de orientações, que tem o objetivo de atualizar e guiar médicos e profissionais da saúde no que diz respeito à segurança do paciente.

Responsável pela tradução do livro para a língua portuguesa, Dr. Fernando Esbérard (CRM-RJ: 69.814-8), que é Membro Especialista da Associação Brasileira de Medicina Legal e Perícias Médicas (RQE 24255) e Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica ((RQE 14289) fala um pouco sobre o conteúdo abordado no relatório e sua importância para a carreira do especialista. “De acordo com a OMS, um incidente de segurança do paciente é “qualquer desvio do cuidado médico usual que cause lesão ao paciente ou represente um risco de dano, incluindo erros, eventos adversos evitáveis e perigos“. Portanto, um incidente de segurança do paciente não envolve apenas o suposto “erro médico”, mas todas as etapas dos cuidados em saúde.”, diz Dr. Esbérard.

Segundo o especialista, o livro pretende não só auxiliar profissionais de diversas áreas da saúde a respeito dos incidentes de segurança do paciente, mas também orienta sobre como pode ser implantado ou aprimorado o Sistema de Notificação e aprendizagem de incidentes de segurança do paciente, tendo como objetivo reduzir a ocorrência de falhas e danos ocasionados nos serviços de saúde. “A chamada “Cultura de Segurança” ainda é pouco difundida no Brasil”, afirma.

A obra abrange um grande público e em poucas páginas, discute e orienta sobre a segurança do paciente de forma aprofundada. “O livro é indicado para todos os profissionais e/ou estudantes da saúde, principalmente da medicina, enfermagem, administradores e gestores da saúde, operadores do Direito (Direito Médico), além das vítimas de danos provocados por falhas nos serviços de saúde e também seus familiares”, conta Dr. Esbérard. “O livro traz tabelas de Autoavaliação para que os operadores possam realizar uma avaliação ampla dos seus sistemas de notificação e aprendizagem de incidentes de segurança do paciente, com base nas orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS). Além disso, traz orientações de compliance no âmbito da cultura de Segurança do Paciente, dando ênfase à toda a atenção que deve ser dada às vitimas e seus familiares após um incidente de segurança do paciente e ao seu engajamento na construção de um sistema de saúde mais seguro.”

De acordo com , Dr. Fernando Esbérard, o livro foi elaborado pela Organização Mundial da Saúde ainda no ano de 2020 e conta com a colaboração de mais de 40 especialistas mundiais em Segurança do Paciente para abordar orientações práticas e atuais sobre o tema, que é um dos principais aspectos da Qualidade em Saúde. “A cultura de segurança do paciente diz respeito a todos nós, como organização social. Se ‘errar é humano’, não aprender com os incidentes de Segurança do Paciente é ‘insistir no erro’, finaliza o especialista.

 

O livro está disponível para download, de forma gratuita, no site da OMS

 

Assine a nossa NewsLetter para receber conteúdos e a RD do Jornal do Médico https://bit.ly/3araYaa

Share this post


Send this to a friend